Morre o pedreiro “Charanga”, que denunciou ter sido impedido de trabalhar no Cemitério

Morreu o pedreiro Universindo Ferreira da Costa, de 65 anos de idade, que era conhecido pelo apelido de “Charanga”. Durante mais de 20 anos, ele e seu parceiro de profissão, Lúcio, atuaram na construção e reforma de túmulos no Cemitério de Assis, mas, no ano passado, eles procuraram a imprensa e os vereadores para denunciar a Administração do Cemitério de impedi-los de trabalhar. O caso foi investigado pela Câmara Municipal e virou registro policial.
 
Universindo Ferreira, o “Charanga”, que morava na rua Regina de Almeida, no Jardim Santa Clara, está sendo velado na sala 7 do Centro Funerário São Vicente, na avenida Abílio Duarte de Souza. O horário do sepultamento ainda não foi definido pela família.
 
Aos familiares e amigos, nossos sentimentos!
charanga e lucio
Charanga morreu aos 65 anos de idade

Veja também

A133 – Vítima de acidente com moto era dono de posto de combustíveis

A vítima de acidente com uma motocicleta Harley Davidson é o jovem empresário Renan Aparecido …

Deixe uma resposta