Energisa elimina problema e empresário pode concluir obra na Prudenciana

Foi resolvido na manhã dessa sexta-feira, dia 24, um problema que se arrastava desde o início de setembro, quando o empresário Antônio Carlos Ameida, o “Turquinho”, precisou paralisar as obras de seu novo barracão na avenida Vereador Davi Passarinho, esquina com rua Santo Antônio, na vila Prudenciana.

Prevista para ser concluída e inaugurada em dezembro, a obra foi interrompida há mais de dois meses por conta da rede de fiação elétrica aérea que passava num local onde está sendo construída uma das paredes.

O comerciante havia solicitado a mudança na fiação elétrica no dia 2 de setembro e aguardava uma solução.

Após a divulgação do caso, no programa Acorda Assis, na rádio Interariva FM, e no JSOL – Jornal da Segunda On Line -, funcionários da empresa Energisa entraram em contato e informaram que o caso seria solucionado em breve.

Foi o que aconteceu.

Na manhã de sexta-feira, em pouco tempo de serviço, parte da rede de fiação foi eliminada, desobstruindo o espaço onde a parede será concluída e a cobertura colocada.

Logo em seguida, uma equipe da empresa Energisa encaminhou a seguinte nota de esclarecimento ao JSOL – Jornal da Segunda On Line.

“NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Energisa Sul-Sudeste informa que os serviços de realocação da rede de baixa tensão, que restringia a obra do barracão de Materiais de Construção Turquinho, foram concluídos na manhã desta sexta-feira (24).”

Satisfeito, o empresário se manifestou: “Gostaria de agradecer aos que divulgaram o nosso problema e à empresa Energisa por ter atendido nossa solicitação. Agora, poderei concluir minha obra e inaugurar minha loja de materiais de construção”, agradeceu o empresário Antônio Carlos de Almeida, o “Turquinho”.

turquinho detalhe

Com o serviço da Energisa, a obra poderá ser concluída

 

Check Also

914 – Vereadores derrubam veto do prefeito em emendas do Orçamento por 14 a 0

Derrota fragorosa do prefeito José Aparecido Fernandes (ainda no PDT), na sessão da Câmara Municipal …

Deixe uma resposta