Dirigente do Assisense acusa torcedor de ter furtado uniformes do alojamento

A respeito de o JSOL – Jornal da Segunda On Line – ter noticiado que o Clube Atlético Assisense precisou enfrentar o Clube Atlético Penapolense, na manhã de sábado, dia 13 de maio, com coletes de treinamento sobre a camisa do uniforme pelo fato de a cor ser a mesma da camisa oficial do clube mandante, o dirigente Petrus Ricardo justificou a falta de um segundo uniforme em razão de o clube ter sido vítima de furto ocorrido no alojamento, dias antes do jogo em Penápolis.

O dirigente do ‘Falcão do Vale’ emitiu uma nota oficial a respeito do assunto e disse que, orientado pelo presidente do Conselho Deliberativo, irá registrar um Boletim de Ocorrência na delegacia de polícia. Ele deve informar ao delegado plantonista o nome de um torcedor suspeito do crime, que teria se aproveitado da ausência de responsáveis pelo alojamento para invadir o local e furtar dois uniformes.

NOTA OFICIAL

“O Clube Atlético Assisense vem esclarecer o acontecido no último sábado no jogo diante da equipe da Penapolense.

O sub-15 foi obrigado a jogar de colete por ter o uniforme nas mesmas cores da equipe adversária.

O Atlético Assisense teve dois jogos de uniformes levados do alojamento por um torcedor do clube nas cores branco e azul, que aproveitou que não tinha nenhum responsável no local.

Em conversa com o presidente do Conselho, nessa noite, o presidente do Assisense foi orientado a fazer um Boletim de Ocorrência de furto.

O Clube não se posicionou antes por acreditar que o mesmo (torcedor) faria a devolução.

Os uniformes foram doados pela Federação e seriam estampados para jogos das categorias de base e profissional.

Grato!”

Petrus Ricardo

assisense sub 15

O Assisense foi obrigado a jogar com coletes de treinamento cobrindo a camisa

 

 

Veja também

A167 – Fabiano Cavalcante é anunciado como novo secretário da Cultura

O Diário Oficial do Município deverá publicar nesta terça-feira, dia 18 de junho, o nome …

Deixe uma resposta