Zé Fernandes promete cortar 100% dos comissionados, dá prazo de 60 dias para começar tapar cratera na Perimetral e reafirma aumento de horário de funcionamento no P.A. Maria Isabel

Entrevistado no programa TV Tem Notícias, primeira edição, na tarde deste segunda-feira, dia 9 de janeiro, o prefeito de Assis, José Aparecido Fernandes, do PDT, prometeu cortar 100% dos cargos comissionados e deu prazos para iniciar as obras para tapar a cratera aberta na avenida Perimetral e voltou a reafirmar o compromisso de campanha de ampliação para 12 horas o funcionamento do Pronto Atendimento da vila Maria Isabel, no Complexo Prudenciana.

Demonstrando um pouco de nervosismo diante das câmeras no início, gesticulando bastante com as mãos, José Fernandes, aos poucos, foi se tranquilizando e chegou até esboçar um sorriso, ao confirmar que até o Paço Municipal, sede da Prefeitura Municipal, foi  “alvo das enxurradas” da última quarta-feira, dia 4 de janeiro.

Na saudação inicial, sobre os principais desafios no início de gestão, Fernandes destacou como prioridade a recuperação da estrutura urbana de Assis que, segundo ele, “está totalmente destruída”, e “humanizar o quadro de servidores do município”.

Logo após assistir a uma reportagem dos estragos provocados pela chuva na cidade na semana passada, o prefeito iniciou dizendo: “O que estava ruim, ficou pior”.

Sobre as providências adotadas pela Prefeitura após a tragédia que matou o motorista de um carro tragado por uma enorme cratera aberta pelas chuvas na avenida Perimetral Fernandes disse: “estamos com toda nossa equipe técnica, com nossos engenheiros, calculando a dimensão dos estragos” e anunciou que está “pegando um orçamento de uma empresa de Presidente Prudente” e prometeu, dentro de 60 dias, iniciar as obras para tapar o que chamou de “voçoroca”.

Lembrando que apesar de o município ter realizado obras de infra-estrutura na região central da cidade através de recursos do Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento -PAC- as chuvas foram muito fortes e lembrou, com um pequeno sorriso estampado no rosto, que o “próprio Paço Municipal foi cenário da enxurrada”, e resumiu: “foi uma fatalidade”.

SAÚDE –  Indagado sobre os problemas de saúde enfrentados pelos moradores do Complexo Prudenciana com a redução de horário de funcionamento do Pronto Atendimento da Vila Maria Isabel, o prefeito garantiu ter determinado ao secretário municipal da Saúde a realização de estudos para ampliar para 12 horas o tempo de funcionamento daquela unidade de saúde e “faremos isso com um custo de R$ 40 mil”, além de deslocar funcionários da Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Aeroporto para a Maria Isabel, sem prever um prazo para essa mudança.

EDUCAÇÃO – Ao comentar a redução do horário de funcionamento das creches e escolas municipais logo após o resultado da eleição, Fernandes fez uma crítica direta ao seu antecessor, Ricardo Pinheiro Santana, do PSDB. “O que houve foi falta de planejamento” e prometeu que as aulas serão retomadas no dia 6 de fevereiro com o antigo horário de funcionamento e voltou a repetir “após nosso adversário perder a eleição, ele tomou essas medidas, mas faltou planejamento”.

FIM DOS COMISSIONADOS – Sobre os chamados cargos comissionados na Prefeitura Municipal, o prefeito José Fernandes disse que encaminhará um projeto de Lei à Câmara Municipal tratando da questão: “Temos um plano de ações estruturantes que pretende reestrutura, rediscutir o funcionalismo público municipal”, disse.

Dizendo que a meta é diminuir despesas, explicou que pretende dar o exemplo na própria Prefeitura: “Não vamos cortar em 100% os cargos em comissão para que agente possa valorizar o servidor de carreira da Prefeitura Municipal”, prometeu.

LIXÃO – Questionado sobre o enorme “lixão” formado na área de de transbordo, ao fundo do Distrito Industrial de Assis, o prefeito voltou a alfinetar seu antecessor. “Pois é! Esse é mais um legado que nosso antecessor nos deixou”, ironizou.

Fernandes prometeu iniciar, nesta semana, uma força tarefa para transportar o que calculou mais de quatro mil toneladas de lixo, que segundo ele, encontram-se acumuladas na área de transbordo para a cidade de Quatá.

Minutos após informar que a Prefeitura Municipal de Assis iniciaria uma força tarefa para transportar o lixo da área de transbordo do Distrito Industrial para a cidade de Quatá, ocorreu um acidente com um caminhão executando esse serviço. O fato foi informado numa rede social pelo vereador João da Silva, o Timba, do DEM.

ze tv tem 1

Fernandes foi entrevistado na TV Tem

 

Veja também

A115 – Assis é campeã invicta no vôlei feminino nos Jogos da Melhor Idade

Terminou em festa para Assis a disputa do título do vôlei feminino, categoria 70 anos, …

Deixe uma resposta