Sabesp inicia perfuração de novo poço para normalizar distribuição de água

Pode estar próximo do fim o sofrimento da população com a falta de água em vários bairros de Assis, principalmente no início da noite.

Apesar de a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – Sabesp – continuar em silêncio sobre as causas e motivos da constante falta de água, a empresa confirmou ter iniciado a perfuração de um novo poço para abastecer os reservatórios na cidade visando normalizar a distribuição de água.

Por contra própria, e com a ajuda de um trabalhador aposentado da empresa, o JSOLJornal da Segunda On Line – chegou a conclusão que o antigo poço, existente nas confluências dos córregos da Água do Matão e Água do Pavão, teria sido desativado, possivelmente em razão de inundação provocada pelas águas da enxurrada e galerias dos condomínios residenciais existentes nos altos da avenida Rui Barbosa, o que provocou a falta d’água na cidade desde a última sexta-feira, dia 15 de setembro.

Questionada sobre os motivos da falta de água, a direção da empresa tem evitado responder essa questão e apenas explica que uma “Nota Oficial” da empresa será divulgada para esclarecer a população as razões da queda de produção e as alternativas que pretende adotar para solucionar o caso.

Na manhã desta quarta-feira, dia 20, acompanhado de um ciclista que costuma fazer trilhas na zona rural, um repórter do JSOL decidiu verificar in loco a situação do poço que abastecia os dois reservatórios localizados na vila Fiuza.

“Tudo está dentro da água”, confirmou.

Nem uma pequena ponte existente é possível ser vista.

BOA NOTÍCIA – Perto do antigo poço, submerso em meio às águas de enxurrada e dos córregos da Água do Matão e do Pavão, uma equipe de trabalhadores com vários equipamentos e veículos de uma empresa de Boituva estão trabalhando na perfuração de um novo poço. “Deveremos perfurar cerca de 200 metros de profundidade num diâmetro possível de captar a água para ser bombeada até a estação, que fica alguns metros do local”, revelou um dos funcionários.

O JSOL apurou que os trabalhos de perfuração tiveram início já na segunda-feira e devem prosseguir até o final de semana. Depois do poço perfurado, segundo um técnico do setor consultado pelo jornal, haverá a instalação das bombas e cabos para inciar os testes de vazão e qualidade da água. “É um procedimento que pode ser rápido”, calcula o profissional.

Outra alternativa estudada pela Sabesp seria captar uma quantidade de água do poço existente perto do sítio da Comunidade Restauração, próximo à rodovia Raposo Tavares.

No entanto, na Sabesp o silêncio ainda impera.

Na tarde desta quarta-feira, foi informado que o gerente divisional José Roberto Beszon encontra-se em viagem para São Paulo.

Enquanto isso, a população continua angustiada com a possibilidade de não ter água suficiente para higiene pessoal e o uso doméstico diário. “O duro é ver alguns desavisados com mangueiras na mão lavando calçadas e até veículos”, protestou uma professora, que tem evitado abrir torneiras em diferentes momentos do dia. “Junto todas as louças na pia e lavo de uma vez”, contou.

poço sabesp 1

Empresa contratada pela Sabesp trabalha na perfuração de um novo poço

 

 

Veja também

A119 – Gabriel Teixeira deixa o VOCEM uma semana após ser apresentado

O zagueiro Gabriel Teixeira (foto abaixo), de 22 anos, deixou o VOCEM uma semana após …

Deixe uma resposta