Mostra de curtas exibe documentário do assisense Guilherme Xavier

“Sobre Coragem!” é o título de um documentário feito pelo assisense Guilherme Xavier retratando a maior ocupação sem-teto da América Latina: ‘a Vila Nova Palestina’, situada às margens de uma reserva ambiental, ao extremo Sul de São Paulo.

O filme produzido pelo artista natural de Assis será exibido nesta terça-feira, dia 21 de julho, a partir das 19 horas, pelo canal YouTube/ICine.

O documentário, realizado em 2014, acompanha o lançamento do disco “Coragem!”, de ‘Güido’, uma banda de rock psicodélico, também da cidade de Assis. Banda e o diretor se transferiram para a capital paulista.

“Sobre Coragem!” trata duplamente deste processo, de um jovem interiorano que “sai para o mundo” e descobre suas contradições na capital.

O assisense Guilherme Xavier conta que o filme “faz parte de um processo de descoberta da complexidade, do mundo escondido às bordas e das pessoas que nele habitam com suas subjetividades e materialidades,” narra.

O documentário foi produzido no último ano do diretor em São Paulo, antes de retornar para Assis. O filme representa “um caminho de saída do centro de São Paulo para as periferias urbanas, até chegar ao interior paulista, que considero uma dupla periferia da metrópole.

“Sobre Coragem!” revela uma multiplicidade de personagens que migraram de outros lugares para a capital, e foi decisivo para o entendimento de que existem muitos territórios e realidades a serem tocados pelo cinema para além dos grandes centros”, comenta o artista assisense.

DESTAQUE – O filme integra a mostra de curtas do 2º Encontro de Cinema do Interior Paulista, que apresenta, nos dias 21 e 28 de junho, filmes produzidos em Sorocaba, Ubatuba, Piracicaba, Assis, Tietê, Serra Negra, Jacareí e Socorro. Além do documentário do assisense Guilherme Xavier, a mostra apresenta filmes de ficção e animação, com temas ligados à cultura afrobrasileira e indígena, identidade LGBTQI+, resistência e família.

Após as exibições, haverá um bate-papo com os diretores.

A curadoria da mostra foi feita por Isadora Torres e Rogério Emílio, ambos envolvidos com movimentos de cineclubes no interior – Isadora, em Rio Claro, com o Cineclube da Luta e o Cine Delas, e Rogério, com o Cineclube de Itu. Assim, a escolha por curtas produzidos fora da capital foi deliberada: “queremos que o nosso cinema do interior seja vislumbrado pela poesia que floresce de nossos cenários e paisagens, reconhecido pela originalidade de nossos personagens e pelo brilhantismo de nossas histórias”, diz Rogério Emílio.

Para ele, as histórias interioranas devem ser contadas pelos próprios cineastas daquele território, na busca pela emancipação e descolonização cultural e econômica do interior em relação à capital. “Queremos contar nossas histórias de dentro para fora”, comenta.

18 julho cartaz

Cartaz do documentário do assisense

Check Also

A039 – Cinco sepultamentos em Assis neste dia 16 de abril

Cinco sepultamentos acontecem nesta terça-feira, dia 16 de abril, no Cemitério Municipal da Saudade, em …

Deixe uma resposta