EXCLUSIVO – Justiça nega liminar para suspender votação de projeto isentando a Sabesp de impostos

Em decisão tomada pelo juiz Paulo André Bueno de Camargo, da Vara da Fazenda Pública, foi indeferido o pedido de liminar apresentado pelo advogado Daniel Lopes Cichetto para vedar e suspender a votação na Câmara Municipal de Assis do Projeto de Lei Complementar 02/18, de autoria do prefeito José Fernandes, que concede isenção de tributos municipais à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, a Sabesp.

O pedido de liminar, segundo o advogado, é decorrente da “real ameaça de renúncia de receita e possível ocorrência de ato de improbidade administrativa”, alegou.

O juiz indeferiu a liminar, justificando que “não há ilegalidade flagrante no envio e tramitação do projeto de lei” e acrescenta que a “Casa Legislativa Municipal é o órgão constitucionalmente previsto para o debate democrático e técnico da matéria”, se manifestou.

Além do pedido liminar para suspender a tramitação do projeto na Câmara Municipal, o advogado Daniel Lopes Cichetto ajuizou Ação Popular com o mesmo objetivo. Ele pede a intervenção do Ministério Público.

juiz paulo andre bueno

O juiz Paulo André Bueno indeferiu a liminar

Foto: Arquivo O Debate

Veja também

A215 – Representado pelo VOCEM, futebol de Assis decide vaga na final dos Jogos Regionais

Comandado pelo técnico Fabinho Melo, que assumiu o lugar de Ricardo Martins poucos dias antes …

Deixe uma resposta