CONFIRMADO: Apresentado projeto criando cargo de um assessor para cada um dos 15 vereadores; salário é de R$ 3,4 mil

Confirmada a divulgação antecipada com absoluta exclusividade pelo JSOLJornal da Segunda On Line – no dia da eleição em que Eduardo de Camargo, do PRB, saiu vitorioso na disputa com Vinícius Símili, do PDT, para assumir a presidência da Câmara Municipal de Assis no ano de 2018.

Para alguns leitores, o jornal ‘estava procurando pelo em ovo’ ao antecipar essa intenção de alguns vereadores.

Foi protocolado e lido na fase de expediente da sessão da Câmara na noite desta segunda-feira, dia 5 de fevereiro, o projeto de resolução 01/2018, assinado pelos membros da Mesa Diretora (leia-se Eduardo de Camargo Neto, Chico Panela, André Borracha e Timba) criando 15 cargos de assessor parlamentar. Ou seja: um assessor para cada vereador.

Segundo a proposta, o salário de cada assessor será de cerca de R$ 3,4 mil. Mais precisamente: R$ 3.393,03.

Com isso, os salários dos 15 assessores parlamentares implicarão num custo mensal de R$ 50.895,45.

Por ano, a Câmara Municipal gastará exatamente R$ 610.745,40 para pagar os novos comissionados do Legislativo assisense (sem contar o 13º salário). Com o recolhimento previdenciário, a despesa anual salta para R$ 704.647,24

“A criação do cargo de Assessor Parlamentar também visa um atendimento com melhor qualidade a comunidade assisense, através de seus representantes eleitos e, com a aprovação deste projeto será viabilizado um contato mais eficiente entre a comunidade e o Poder Legislativo”, justificam os autores.

O projeto será encaminhado para as Comissões Permanentes e deverá ser votado nas próximas sessões.

A informação está confirmada oficialmente e o debate está aberto.

1060 projeto assessor cópia

Veja também

A222 – Sepultamentos em Assis neste dia 20 de julho

Há dois sepultamentos programados para este sábado, dia 20 de julho, no Cemitério Municipal da …

Deixe uma resposta