Bancários de Assis são escalados para atuar em Ourinhos e sindicato protesta

“É inaceitável a conduta da direção do Banco Mercantil do Brasil ao determinar que os funcionários da agência de Assis sejam deslocados para atuar em Ourinhos, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus”. Essa é a forte opinião do presidente do Sindicato dos Bancários de Assis, Fábio Escobar, inconformado com a determinação de transferência dos trabalhadores de Assis nesta sexta-feira, dia 4 de junho.

Segundo o dirigente, a direção do banco mostra “total insensatez e falta de responsabilidade social no pior momento da pandemia da COVID-19”, acusa.

Como a Prefeitura de Assis decretou medidas mais restritivas por um período de quatro dias, as agências bancárias na cidade não podem funcionar nesta sexta-feira, dia 4 de junho, e os trabalhadores deveriam permanecer isolados, em seus lares, para tentar conter o vírus que, só em maio, infectou cerca de 2.500 assisenses e provocou mais de 70 mortes na cidade.

“Mandar esses trabalhadores para outro município é colocar em risco os próprios bancários. Com reforço de atendimento, a agência daquela cidade, com certeza, terá maior número de clientes e usuários concentrados. É uma total irresponsabilidade”, ressalta o dirigente.

Escobar conta que o Sindicato dos Bancários tentou evitar essa transferência dos bancários, denunciando o fato ao Ministério Público e à Secretaria Municipal da Saúde. “Esperávamos que isso pudesse ter sido evitado”, lamentou o representante dos bancários.

04 junho MB

Agência fechada em Assis e bancários deslocados para Ourinhos

Check Also

A034 – Dois sepultamentos em Assis neste dia 12 de abril

Há dois sepultamentos programados para esta sexta-feira, dia 12 de abril, no Cemitério Municipal da …

Deixe uma resposta