318 – Conselho Curador rejeita a prestação de contas da FEMA de 2022

Finalmente, na noite desta terça-feira, dia 23 de maio, na sala 2 do piso superior do prédio de Medicina, o Conselho Curador da Fundação Educacional do Município de Assis -FEMA- conseguiu se reunir para analisar e votar a prestação de contas do ano de 2022.

Após uma série de acusações dos conselheiros contra a postura do presidente do Conselho Curador, Arildo José de Almeida, na condução da reunião e à frente da instituição, a prestação de contas foi rejeitada por 9 a 3 e com uma abstenção.

Os contrários às contas justificaram a posição com base num detalhado relatório do Tribunal de Contas, que apontou uma série irregularidades naquele período.

Arildo Almeida, por sua vez, insistiu que o relatório do Tribunal de Contas não é definitivo e que todas as irregularidades estão sendo corrigidas administrativamente. Ele considerou “um equívoco” o Conselho rejeitar as contas e o relatório das atividades da FEMA.

Antes da votação, o diretor executivo, Nivaldo Melo, apontou um balanço superficial das contas, que, segundo a projeção apresentada, resultou em saldo orçamentário e financeiro positivo no ano de 2022.

O conselheiro Conrado Arcoleze, empossado representante dos alunos, foi duro em suas palavras e alertou aos demais conselheiros que os mesmos estariam colocando em risco seus patrimônios pessoais aprovassem as contas da FEMA. “Isso é mentira!”, retrucou Almeida.

Aliás, a palavra’ mentira’ e o termo ‘faltar com a verdade’ foram usados várias vezes durante a reunião que demorou mais de duas horas.

POSSE – Por atingir o quórum, finalmente os conselheiros Conrado Arcoleze (titular) e Vinícius Fernandes Araújo (suplente), representando os alunos da FEMA, e Cláudio Reis, representando a Unesp, foram empossados e puderam participar dos debates e votação.

GOLPE – Ao ler um requerimento assinado por um funcionário da FEMA, o presidente do Conselho Curador, Arildo Almeida, chegou anunciar sua decisão “como prerrogativa do presidente” de tornar “nula” a posse dada, em fevereiro, ao conselheiro Hélio Paiva Mattos, como representante dos sindicatos dos trabalhadores.

Após ser acusado de ‘golpista’, ‘autoritário’ e ‘fazer uma manobra” por vários conselheiros, Almeida recuou, mas solicitou que os sindicatos dos trabalhadores apresentem, antes da próxima reunião, a ata da eleição de Paiva Mattos como representante no Conselho Curador.

VOTAÇÃO – Após vários debates e uma série de troca de acusações, a prestação de contas da FEMA, relativa ao ano de 2022, foi votada e rejeitada pelos conselheiros por 9 a 3. O médico Roberto de Melo, representante da Associação Paulista de Medicina, preferiu se abster e justificou “não estar suficientemente esclarecido para votar”.

A FAVOR DA PRESTAÇÃO DE CONTAS (03):

Arildo José de Almeida – Representante da Prefeitura Municipal.

Flávio Erivelto Moretone – Representante da comunidade indicado pelo prefeito José Fernandes em reunião do Conselho Curador.

Fernando Rocha – Suplente do titular Name Sabeh como representante da ACIA.

CONTRA A PRESTAÇÃO DE CONTAS (09):

Thiago Valentin Trigolo – Representante da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos.

Conrado Ferreira Arcoleze – Representante dos alunos da FEMA.

David Lúcio Valverde – Representante dos professores da FEMA.

Nilson Silva – Representante das Entidades do Magistério de Assis.

Cláudio Reis – Representante da UNESP de Assis.

José Francisco Albino – Representante dos funcionários da FEMA.

Marcelo Melo – Representante dos Cirurgiões Dentistas de Assis

Thiago Gomes da Silva – Representante da OAB – Subseção de Assis.

Hélio Paiva Mattos – Representante dos Sindicatos de Trabalhadores de Assis.

24 maio conselho

Conselho da FEMA, finalmente, votou as contas de 2022

Reprodução

Check Also

A039 – Cinco sepultamentos em Assis neste dia 16 de abril

Cinco sepultamentos acontecem nesta terça-feira, dia 16 de abril, no Cemitério Municipal da Saudade, em …

Deixe uma resposta