Ricardo Pinheiro, assessor de Dória, acusa Valmir Dionízio de ser ‘maldoso e mentiroso’; vereador se defende

O ex-prefeito de Assis, Ricardo Pinheiro Santana, atual Sub-secretário de Relacionamento com os Municípios no Governo João Dória Júnior, acusou o vereador Valmir Dionísio de ser ‘maldoso e mentiroso’.

As acusações foram feitas na quinta-feira, dia 31 de janeiro, através da rede social facebook, numa resposta do ex-prefeito à cidadã assisense Néia Ferreira, que cobrou explicações sobre uma mensagem que passou a circular em grupos de WhatsApp informando que o Governador João Dória, do PSDB, teria rompido todos os convênios firmados pelo antecessor Márcio França, do PSB. Entre eles, o contrato firmado com a Santa Casa de Ourinhos para gerenciar a clínica estendida de Oncologia no Hospital Regional de Assis.

Escreveu a cidadã Neia Ferreira: “Na minha postagem a respeito do cancelamento por parte do governador Dória, dos serviços de oncologia de Assis, questionei o ex prefeito e hoje Secretário do governador junto aos prefeitos, Ricardo e ele gentilmente me respondeu. Vou transcrever na íntegra para que todos leiam e vejam a mentira absurda que lançaram a este respeito. NÃO teve cancelamento nenhum do serviço de oncologia. Estou decepcionada e revoltada por saber que pessoas usam da dor, do sofrimento dos pacientes da Oncologia para lançar notas tendenciosas. Leiam por favor:”, pediu ela.

Pinheiro respondeu: “Néia, essa notícia é mentirosa e foi veiculada de forma irresponsável e maldosa pelo Vereador Valmir Dionísio. Quando fiquei sabendo que o vereador estava espalhando essa informação, fui buscar informações junto à Secretaria Estadual da Saúde e obtive a resposta de que em nenhum momento houve cancelamento deste convênio!”

Continuou o ex-prefeito: “E mais, que além de não ter sequer sido cogitado o cancelamento do convênio, a segunda parcela, no valor de R$ 153.737,00, foi paga hoje e amanhã estará disponível na conta da Santa Casa de Ourinhos!”, garantiu.

Pinheiro continuou: “Depois que circulei essa informação em Assis, por meio do site do Diário de Assis, o vereador fez uma publicação dizendo que o prefeito de Assis com apoio do Civap, através do Presidente Tatu ( prefeito de Maracaí) conseguiram reverter o tal cancelamento, pois sensibilizaram o Governador João Doria. Outra mentira do vereador Valmir! Pois, falei pessoalmente com o Tatu, que é meu amigo, e o mesmo informou que ao saber do suposto cancelamento do convênio, ele ligou para a DRS – Divisão Regional de Saúde, de Marília, para saber se era verdade a informação e teve a resposta de que NÃO houve nenhum cancelamento do convênio!!!
Infelizmente esse vereador Valmir, além de mal informado e maldoso, brincou com um assunto tão sério!! O mínimo que deveria ter feito, era como homem público certificar da veracidade da informação e procurar ajudar a resolver! É isso! Abraços”, concluiu Ricardo Pinheiro Santana.

Pelas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, dia 1º de fevereiro, Valmir se defendeu:

 

“Sobre o episódio da oncologia:
– Na quarta feira dia 30, recebi um telefonema da Sra. Terezinha. que administra a equipe de Oncologia, que vem de Ourinhos para realizar o tratamento de quimioterapia nos pacientes em Assis no Hospital Regional, dizendo que, infelizmente, iriam suspender o atendimento, por conta do Governo ter cancelado o convenio e não ter repassado os valores relativos a parcela de dezembro/2018;
– Ela pediu para que eu entrasse em contato com o prefeito José Fernandes e com a Luciana, secretária da Saúde, uma vez que não estava conseguindo falar com os mesmos;
– Em contato com o Prefeito na quarta feira, dia 30, o mesmo me disse que iria contatar com o CIVAP para tomar atitude em conjunto, uma vez que o HRA atende pacientes de Assis e outras cidades vizinhas;
– Ontem 31/01, o assunto tomou proporções na rede social, e coincidentemente, o Governo decidiu liberar a parcela de DEZEMBRO. R$ 153.737,00 mil, referentes à parcela deste mês do convênio.
– O ex-prefeito Ricardo (PSDB), que faz parte da atual administração Estadual, cumprindo sua obrigação e a pedido do vereador Chico Panela (do meu partido PSD) buscou informações e divulgou que a parcela foi paga; Além de me criticar.
– Fiz contato com o Deputado Estadual Eleito, Sargento Neri, que prontamente providenciou ofício endereçado ao Secretário de Estado da Saúde, questionando o problema;
– Em contato com o Prefeito José Fernandes ontem, à noite, 31 de janeiro, fui informado que sim, a parcela foi paga!
– Hoje 01/02 em contato com a Santa Casa de Ourinhos, na pessoa da dona Terezinha, ela me garantiu que o pagamento foi efetuado, e que, por hora, continuam com o serviço – (Foi creditado a parcela de dezembro. Vamos continuar atendendo, mas aguardando a parcela de Janeiro, e a confirmação da liberação definitiva do convênio até dezembro 2019.)
– Tenho compromisso com Assis, com os assisenses, com meus eleitores, e com a verdade!
Uma doença tão séria deve ser tratada de maneira séria; Penso que talvez SE não tivéssemos levantado a questão, e divulgado na rede social, a parcela poderia não ter sido paga, e espero que o convenio de fato não venha ser cancelado. Att. Valmir Dionizio – Vereador”, concluiu.

ricardo e valmir

Ricardo e Valmir, juntos anos atrás

 

Veja também

A224 – COPA PAULISTA – De virada, fora de casa, VOCEM vence vice-campeão da A-3 e entra na briga por vaga

O melhor presente para torcida do VOCEM, na véspera que o clube completou 70 anos …

Deixe uma resposta