José Fernandes define seu Secretário da Saúde

Com a equipe de transição formada ainda percorrendo, de forma tímida, os corredores do Paço Municipal e de algumas secretarias para conhecer detalhes do melancólico final da Administração Ricardo Pinheiro Santana, do PSDB, o prefeito eleito José Aparecido Fernandes, do PDT, começa a se apressar para concluir o seu secretariado, que ele pretendia anunciar somente em dezembro.

A partir da divulgação dos primeiros nomes, com exclusividade pelo JSOLJornal da Segunda On Line– é possível que Fernandes mude os planos e antecipe a divulgação para evitar maiores especulações e o assédio de representantes dos partidos que compuseram sua coligação e reivindicam um lugar de destaque na futura Administração.

A disputa por algumas pastas já estaria causando alguns atritos e, principalmente, os primeiros embates – por enquanto tranquilos – entre o prefeito José Fernandes e seu vice Márcio Martins, o Márcio Veterinário.

A disputa pelo comando da Educação, por exemplo, está dando dores de cabeça.

Alguns secretários já estão certos e os indicados, inclusive, já trabalham nos bastidores para conhecer detalhes da máquina administrativa e da pasta que administrarão a partir de janeiro.

SAÚDE – O PSD, presidido pelo vereador Paulo Matiolli Junior, e o PSC, do médico Antônio Fabiano Morelli, ganharam a queda de braços na disputa com outros partidos para indicar o titular da Secretaria Municipal da Saúde.

Apesar de não ser sua primeira opção, José Fernandes teria concordado e sido convencido a nomear o médico Antônio Fabiano Morelli como substituto de Denise Carvalho.

Médico endocrinologista, Morelli é proprietário da Clínica Bella Europa e atua como médico do SUS no Ambulatório de Especialidade.

Desde o dia 15 de outubro, Antônio Fabiano Morelli, em seu perfil nas redes sociais, já tem sido chamado por seguidores como secretário e não respondeu ou fez qualquer comentário.

Pouco conhecedor do Sistema Único de Saúde, sem participação ativa em conferências municipais de saúde e muito menos atuação no Conselho Municipal de Saúde, ele poderá enfrentar resistência popular de representantes de usuários.

A rede de urgência e emergência, montada pela Secretaria Municipal da Saúde com forte intervenção do CIVAP, pode, aos poucos, ser desmontada.

O poder concentrado nas mãos do CIVAP, Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema, com grande influência do PSDB, que praticamente controla os principais serviços de saúde no município de Assis estaria incomodando a nova equipe. “É uma espécie de terceirização dos serviços”, criticam os opositores à interferência do órgão.

O CIVAP divide a administração da Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Aeroporto, comanda o SAMU, administra o Pronto-Socorro Referenciado e a Unidade de Oncologia, que funcionam no Hospital, além de outros serviços na área do meio ambiente. “É uma Prefeitura Regional, mantida pela contribuição das prefeituras da região”, critica um aliado de Fernandes que defende, publicamente, a saída de Assis do consórcio.

Precavido, Fernandes nada falou ainda sobre o assunto.

antonio fabiano morelli

Antônio Fabiano Morelli será o novo Secretário da Saúde

 

Veja também

A169 – Sepultamentos neste dia 19 de junho

Há dois sepultamentos programados para a região nesta quarta-feira, dia 19 de junho. Em Assis, …

Deixe uma resposta