Paciente morre em acidente com ambulância a caminho do hospital

Um homem de 78 anos de idade, que era levado para um hospital na região de Parapuã, morreu durante acidente envolvendo a ambulância que o transportava.

O curioso é que, segundo informações do médico que também estava na ambulância, havia suspeita que o paciente já estivesse com morte cerebral, mas o óbito “só poderia ser comprovado legalmente através de duas constatações por aparelhos específicos num intervalo de seis horas”, diz um boletim expedido pela Políciai Rodoviária, que registrou a ocorrência.acidente

O procedimento para confirmação da morte cerebral seria realizado no hospital onde o homem estava sendo levado. “Sem essa confirmação científica, legalmente o paciente era considerado vivo”, explicou o médico.

O acidente – Por volta das 21h30 de terça-feira, dia 29 de dezembro, no km 558 da SP-294, rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, no município de Parapuã, uma ambulância da Secretaria Municipal de Lutécia tombou na pista. Além do motorista, identificado como Gilberto, havia mais três pessoas no veículo, que sofreram apenas ferimentos leves. Todas as vítimas foram levadas para o Pronto-Socorro de Osvaldo Cruz.

De acordo com a Polícia Rodoviária, o acidente aconteceu numa reta, mas num trecho bastante molhado e escorregadio em decorrência das chuvas.

Check Also

922 – Polícias Civil e Federal realizam operação conjunta

A Polícia Civil do Estado do São Paulo e a Polícia Federal deflagraram, na madrugada …

Deixe uma resposta