Em pé, sob o sol e no vento, centenas enfrentam fila para ‘frente do trabalho’

A cena se repetiu novamente na manhã desta terça-feira, dia 8 de maio.

Desde as primeiras horas da madrugada, desempregados formam uma enorme fila na porta do CRAS, na avenida Vereador Davi Passarinho, 704, na vila Prudenciana, para se cadastrarem no programa de Inclusão Social, denominado popularmente como ‘Frente do Trabalho’.

Muitas pessoas reclamaram da falta de conforto. “Por quê não fazem as inscrições no cinema ou no ginásio municipal, com entrega de senhas, deixando os candidatos confortavelmente sentados, sem estarem expostos ao sol e ao vento?”, questionou uma mulher com quase 60 anos de idade, que aguardava na fila, acompanhada de um dos filhos.

Segundo a primeira informação postada no portal oficial da Prefeitura Municipal de Assis, os aprovados da Frente de Trabalho atuarão na “erradicação da vegetação rasteira em vias públicas e logradouros públicos”.

Os termos foram ironizados num programa de rádio, o que pode ter contribuído para que o Departamento de Comunicação da Prefeitura Municipal refizesse a postagem na manhã de segunda feira.

Os rebuscados termos foram substituídos por “serviços como capinação e limpeza de vias públicas, plantio e cultivo de árvores, manutenção de sistemas de drenagem, entre outros”.

O período de inscrições teve início nesta segunda-feira, dia 7 de maio, e termina no dia 18, e podem os interessados devem procurar das 8 às 16 horas.

O candidato aprovado receberá um salário mínimo e não tem vários direitos trabalhistas, como férias e décimo-terceiro. As faltas, mesmo justificadas com atestado médico, são descontadas no salário ao final do mês.

Mesmo assim, em razão do elevado número de desempregados na cidade, a procura por uma das vagas oferecidas é enorme.

Os interessados devem comparecer ao local com os seguintes documentos:

– Cópia do RG e do CPF e documento original;

– Cópia da certidão de nascimento de dependentes;

– Cópia de comprovante de residência (conta de luz);

– Cópia da Carteira de Trabalho (da foto, qualificação civil e do último contrato de trabalho) e documento original.

A Prefeitura Municipal não informa a quantidade de vagas, mas garante que “haverá vagas para compor cadastro reserva caso o número de inscritos ultrapasse o numero de vagas, para serem preenchidas se houver necessidade”, diz o texto.

fila frente de trabalho

Centenas de desempregados forma fila na área externa do CRAS, localizado na vila Prudenciana

Foto: 650

Veja também

A167 – Fabiano Cavalcante é anunciado como novo secretário da Cultura

O Diário Oficial do Município deverá publicar nesta terça-feira, dia 18 de junho, o nome …

Deixe uma resposta